segunda-feira, 9 de março de 2009

Antidieta (II)

Bom dia!!!!!

Olha, eu não sei como funciona em dia de crise compulsiva, mas comecei a praticar a ANTIDIETA ontem. Seguindo o lema do "Só por hoje", o dia de ontem foi muito proveitoso.

Foi interessante perguntar a mim mesma o q eu queria, se queria, se bastava. O interessante, realmente, é não ficar escravo de dieta rígida, fechada e q enche de culpas.

Ontem fui à uma reunião com o marido. Na hora do lanche, tinha diversos bolos diferentes. Normalmente, ou melhor, antigamente ;) , eu ia dar um jeito de comer um pedaço de cada um, rápido, antes q acabasse. Mas não: simplesmente olhei cada um deles e me perguntei o q eu queria, qual o tamanho da minha fome. Olhei bem e escolhi um bom pedaço do bolo de cenoura; dava pra matar a vontade de bolo e, ao mesmo tempo, saciar melhor a fome. E, qdo acabei de comer, parei, pensei: não estou com fome o suficiente pra comer outro bolo. Mas eu quero? Não sei. Eu preciso? Não. Então não comi. E não sofri. Pq eu não comi pq não quis, pq se eu quisesse, eu poderia.

Vamos aguardar.

Beijoca e boa semana!!!!

3 comentários:

Michelle Henrichs disse...

Olá, vc está aprendendo essas técnicas no livro q vc comprou ? Sinceramente eu acho uma tortura fazer uma dieta restritiva, mas se não há jeito, fazer o q né ?

Eu queria saber mais sobre a antidieta, mas na internet há poucas informações.

Acho q vou pedir esse livro q vc está lendo, parece ser bom.

Beijos e boa semana.

Michelle

Marcelo Rodrigo disse...

Parabéns pela sua iniciativa de se iniciar na antidieta, ela faz efeito sim, e não desgasta o caboclo.

Comigo tenho funcionado trocar comidas extras (aquelas que comia sempre a mais) por água ou chá.

Anônimo disse...

Bom dia. Vou ler mais sobre antidieta tb. Sabe que tenho entrado todo dia em seu blog, gostei dele por que vcnAo conta só as vitórias, mas sua luta tb, seus temores, suas culpas, e isto aproxima as pessoas. Mas sabe que hoje acordei e comecei a pensar no que vc escreveu anteriormente. fiquei encucada porque apesar de não entender nada de antidieta eu nunca achei que para emagrecer temos que ser radicais e eu já emagreci 1 vez 46 kgs e depois do meu 3 filho 30 kgs. Usei remédio mas se a pessoa não fechar a boca não emagrece (agora depois da 4 filha estou fazendo sem remédio).
Eu sempre comi de tudo, não todos os dias claro, mas por exemplo de final de semana eu comprava sorvete por kilo que eu adoro e levava uma tapawer pra casa, com brigadeiro, beijinho, melecas e outros purpurinados como vc diz e comia sozinha, não me sentia culpada nem um pouco, porque sabia que regime é pra vida inteira e que no outro dia certamente minha vida iria entrar na rotina alimentar adequada. Nunca consideirei estas coisas como caída, porque nunca pensei em ficar sem isso. só que por outro lado na minha casa até hoje não tem guloseimas, assim fica mais fácil no dia dia seguir uma alimentação saudável. Quando quero alguma coisa "purpurinada"compro aquela coisa, como e acabou, não ficam resquícios. Comecei a escrever um blog semana passada, entre lá pra gente conversar melhor: www.minhavidameuemagrecimento.blogspot.com.br Vou escrever mais no meu blog sobre este meu pensamento sobre emagrecer. Ah se vc puder me envia algo sobre como colocar imagens, fotos e tb o contador porque eu não sei.
Beijocas pra vc tb, Najana