sábado, 16 de setembro de 2006

Minha estória de obesidade

Tive uma infância e uma adolescência bem gorda, nenhum amor próprio e um histórico de namorados horrorosos (em muuuuuitos sentidos, além do estético) pelo fato de achar q ninguém mais gostaria de mim. Sempre fiquei com o primeiro q aparecia por medo de não aparecer outro. É triste isso, mas só agora tenho coragem de assumir este fato. Sempre fui aquela gorda do rosto lindo q seria linda demais se fosse magra. Cansei de escutar aquela frase ridícula: "Nossa! Mas vc é tão linda de rosto! Precisa conseguir fechar essa boca, hein?!"

Em setembro de 1999, por uma desilusão amorosa, emagreci 3 kg de um dia pro outro, de tanto chorar, e acabei usando a bendita desilusão a meu favor. Comecei a fazer capoeira e em janeiro eu já tinha emagrecido 25 kg.

Me manti na casa dos 70 e tantos até o início de 2002, qdo voltei a dançar muito forró, diminuí quantidades de comida e, em junho de 2002, qdo conheci o Cacá, eu pesava 69 kg. E eu nunca tinha pesado isso... Aos 11 anos eu pesava 78 kg. Ou seja, esse foi meu menor peso até hoje.

De julho/02 a +- maio/03 engordei uns 4 kg.

Em 04/05/2003 parei de fumar; em junho/2003 coloquei um implante anticoncepcional e em 24/07/03 me casei, com 77 kg. Daí pra frente comecei a comer compulsivamente até outubro, qdo me dei conta do mal q o implante estava me fazendo, então o retirei. Cortei os hormônios anticoncepcionais da minha vida e, +- em novembro/03, procurei um endocrinologista. Este me passou uma dieta mirabolante e remédios de fórmula, com reposição de hormônios da tireóide, q me deixaram hiperativa. Só no fim de janeiro descobri q não precisava de remédios para a tireóide, pois eu não tinha nenhum problema nela. :/

Daí pra frente, uma série de tentativas, eu já estava com quase 85 em menos de 1 ano de casada. É claaaaaaaro q meu marido estava bastante insatisfeito, afinal ele casou com uma mulher q ele carregava no colo o tempo todo e, de repente, ele não podia mais fazer isso. Ele foi muito mais cimpreensivo do q eu poderia supor, mas estava inegavelmente insatisfeito. Em 23/07/03, na véspera do nosso aniversário de casamento, descobri q estava grávida e com 90 kg. Só assim a insatisfação do Cacá diminuiu.

Cuidei de mim durante a gravidez e usei a gestação da melhor forma q pude para me libertar de hábitos ruins. Pari meu filho com apenas 96,700 kg. Qdo o Ian completou 1 mês de vida, eu já estava com 84 kg! Mas, viemos morar na casa dos meus pais e a minha gula voltou à tona, com todas as guloseimas disponíveis por aqui. Em pouco tempo eu já estava com 89 kg novamente.

Mesmo amamentando loucamente, doando muito leite, mesmo assim eu não emagreci, por causa da má alimentação.

Voltei a procurar minha nutricionista do SESI, q cuidou de mim antes da gravidez. Foi com ela q comecei a melhorar minha alimentação. Comecei e larguei a reeducação alimentar várias vezes. A cada deslize eu deixava tudo pra lá. E o Cacá só se estressando cada vez mais. Voltei pra capoeira em outubro/2005. Larguei em dezembro.

No início de junho/2006, depois de algumas discussões, resolvi voltar pra capoeira e levar a sério meu emagrecimento.

No dia 03/07/06, aos 87,700 kg, iniciei meu blog sobre meu emagrecimento. De lá pra cá muita coisa já mudou, eu já emagreci alguma coisa, já recuperei alguma coisa, já tornei a emagrecer. Tenho faltado à capoeira algumas vezes. Voltei à querida nutricionista e minha alimentação está muito melhor. Já não deixo tudo pra trás qdo tenho uma recaída.

Meu grande problema é a disciplina. Disciplina pros exercícios, pra não sair da linha. Mas sei q vou conseguir.


Hoje entrei na lista Emagrecimento Saudável. Mais uma forcinha na minha batalha.

Um comentário:

sofia disse...

O seu blog está uma gracinha. Não tem nada esculhambado não. Força, colega, você está indo muito bem.

Beijos
Sofia